O Desenvolvimento da Sustentabilidade e o Futuro da Pesca no Brasil

Pesca no BrasilO Brasil tem um enorme potencial pesqueiro. Sua magnífica extensão de litoral, e as incríveis diversidades de espécies que habitam nossas duzentas milhas territoriais podem fazer com que nossa pesca comercial seja uma das mais importantes do mundo. Contudo, o baixo nível de tecnologia, a má qualidade dos barcos e os equipamentos ultrapassados; além, é claro, das sofríveis capacidades intelectuais de nossos pescadores fazem de nossa atividade pesqueira muito mais uma prática predatória do que propriamente uma forma sustentável de se garantir grandes fluxos de alimentos e de divisas para nosso país.

As maiores provas disso são a quase extinção das lagostas no nordeste e das sardinhas ao longo de nosso litoral. A pesca indiscriminada e a desobediência das normas técnicas quanto a tamanho e peso dos animais capturados; bem como a não observância da época do defeso; fizeram os volumes capturados desses animais caíssem drasticamente ao longo desses anos.

Por isso mesmo, o governo federal e os institutos ligados à pesca comercial, vêm tentando implementar políticas e procedimentos que sejam capazes de despertar nos indivíduos que sobrevivem dessa profissão o interesse pela adoção e a prática de técnicas que levem ao desenvolvimento da sustentabilidade do setor. Os objetivos dos programas são: integrar os profissionais da pesca a realidade da necessidade de uma exploração sustentável das reservas pesqueiras de nosso litoral. Sob pena de esgotando-se o pescado, a profissão de pescador extinguir-se juntamente com a qualidade de vida de suas famílias e comunidades.

Por outro lado, o desenvolvimento das práticas de sustentabilidade permitirá que os cardumes costeiros brasileiros se recuperem muito mais rápido dos anos de pesca predatória e desenfreada. A introdução de conhecimento, novos equipamentos, capacitação e da visão de que um desastre ecológico provocado pela extinção das espécies pescadas indiscriminadamente; são os elementos de apoio para a aplicação da política do desenvolvimento da sustentabilidade da atividade pesqueira brasileira.

Assim, a introdução do conhecimento, da conscientização das populações que vivem da pesca e a doutrinação das empresas do setor, contribuem de forma decisiva para que a atividade pesqueira no litoral brasileiro se mantenha num ritmo economicamente viável por um futuro muito mais longínquo e promissor. A aplicação dessas mudanças e o desenvolvimento da sustentabilidade em bases sólidas e consolidadas na mente desses indivíduos; será capaz de elevar a qualidade da atividade pesqueira e permitir a geração de divisas muito mais substancial do que a que já ocorre hoje.

Aumentando a produção e a qualidade do pescado capturado, essas políticas de incentivo e de educação se mostrarão eficientes e serão plenamente capazes de convencer aos mais recalcitrantes e receosos em adotá-las. Levando cada vez mais profissionais para o “lado do bem” e para as boas práticas sustentáveis. Sem que isso ocorra, tenha toda certeza, a atividade pesqueira comercial em nosso litoral estará condenada a um colapso muito brevemente.

desenvolvimento da sustentabilidade na pesca oceânica comercial, será o “golpe de mestre” dado pelo governo e pelas comunidades que vivem dessa atividade no pensamento retrógrado e anti-conservacionista que habita as mentes tacanhas que povoam o setor pesqueiro brasileiro.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>