Os Imóveis Sustentáveis na Zona Sul e os Limites do Consumo Responsável

Imóveis SustentáveisO mundo de hoje vive um verdadeiro caos consumista e uma maneira totalmente deturpada de encarar as necessidades reais de uma pessoa. Grande parte da humanidade deve viver na miséria e na quase absoluta falta de tudo, para que uma pequena minoria possa viver de forma opulenta nos países mais ricos. Para garantir um consumo igual em toda parte, nos níveis atuais, seriam necessários três planetas iguais ao nosso para bancar o consumismo do ser humano.

Frente a todas essas constatações; é importante fazermos uma pergunta simples e objetiva e, ao mesmo tempo, a respondermos com plena sinceridade: Precisamos mesmo de tudo isso?

Uma das maiores provas de que pensamos erradamente e que agimos de forma totalmente irresponsável com nosso planeta e nós mesmos; é o fato de que as construções de imóveis sustentáveis na zona sul estão mostrando que é totalmente possível planejar, projetar e construir imóveis sem a necessidade de um imenso descarte de materiais e de entulhos de toda a sorte. Além disso, podemos perceber claramente que as modificações realizadas nos canteiros de obra e nos materiais utilizados são, verdadeiramente, singelas. Essas mudanças ficam muito mais na casa da responsabilidade com a qual se tratam os materiais e as pessoas envolvidas no processo de construção desses imóveis sustentáveis na zona sul; do que propriamente qualquer outra coisa.

Orientar a mão-de-obra para que não deixe restos de materiais largados por toda parte e que se reaproveite coisas como madeiras, ferragens e diversas outras coisas que eram simplesmente jogadas fora numa obra convencional; representa no final das contas uma economia significativa para as construtoras e uma menor poluição ambiental.

E essa mudança não chegou “de repente” e nem se iniciou nesses novos imóveis sustentáveis na zona sul de São Paulo. Ela começou bem longe no momento em que pessoas perceberam que para manter o ritmo em que vínhamos; esgotaríamos nossos recursos naturais e decretaríamos a extinção de nossa espécie da face da terra. Infelizmente, a nota negativa é que essa mudança e essa evolução não foram impostas por nenhum caráter humanitário. Foi o reles “vil metal” que impulsionou mudanças que culminaram na construção de imóveis sustentáveis na zona sul.

E, como foi isso? Muito simples: O sucesso alcançado nas primeiras vendas desses imóveis sustentáveis foi tão grande que novas empreiteiras e construtoras começassem a planejar seus novos empreendimentos com a nova forma de construir. E assim, de sucesso em sucesso, a construção de imóveis sustentáveis ganhou o mundo e acabou chegando por aqui; bem pertinho, na zona sul de nossa cidade.

A aceitação pelo público, beneficiado pela enorme economia nas contas de serviços públicos e a sucessão de lançamentos com total vitória comercial; fizeram deste mercado um novo “El Dorado” na construção civil brasileira. E, conforme forem sendo acabados e vendidos; esses imóveis na zona sul; entrarão também para o grande rol dos imóveis sustentáveis com sucesso de aceitação e de vendas.

E, como sempre, multiplicarão a vontade de empresários por todo o país de abocanhar uma fatia desse bolo cheio de sabor e prazer.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente