Imóveis em São Paulo – Baixo Custo Contra a Crise!

Imóveis em São Paulomercado imobiliário brasileiro observou um aquecimento sem igual nos últimos dois anos e um sucesso de vendas atrás do outro. Esses sucessos se deveram muito mais ao fato de que as construtoras começaram a buscar compradores num mercado que antes era desprezado por quase todas elas: O mercado de imóveis de baixo custo.

Assim, começaram a ser disponibilizados imóveis em São Paulo projetados e construídos com o intuito exclusivo de atraírem as populações pertencentes às classes “C” e “D” que sempre sofreram com a carência de imóveis acessíveis e com um bom acabamento. Os custos reduzidos e um planejamento detalhado; promoveram um aumento de vendas que rapidamente transformou-se numa fonte de bons lucros para as incorporadoras e construtoras de São Paulo.

Pensando e analisando justamente esses dados dos momentos de sucesso; é que podemos de certa forma estudar uma possibilidade de desenvolver planos e formas de sair do atoleiro no qual a crise de confiança que ataca todas as economias do mundo e que foi provocada pela bolha imobiliária americana nos insiste em lançar. A possibilidade de sucesso se apresenta na forma justamente desses imóveis de baixo custo construídos em São Paulo e que foram um grande sucesso de vendas neste último ano. Investir nesse filão e promover mais lançamentos de imóveis voltados para os públicos “C” e “D”.

Esses imóveis de baixo custo em São Paulo poderiam promover um resgate da eterna carência de moradia digna que essas pessoas têm e ainda contar com incentivos especiais; tanto do governo quanto de banco ou outras entidades e acabarem se convertendo numa mola impulsionadora para solucionar qualquer eventual problema de fluxo de caixa provocado pela crise econômica mundial. O apelo comercial e o apelo de marketing que tais empreendimentos significariam poderiam, até mesmo, atrair um número de investidores interessados em atuar no ramo ou na compra desses imóveis para fins de aluguel.

De qualquer forma, um planejamento detalhado e uma correta avaliação das reais condições financeiras das construtoras e das incorporadoras; além de uma pesquisa de mercado minuciosa e eficiente seriam necessários para levantar a viabilidade econômica desses empreendimentos.

Seja como for, os imóveis em São Paulo voltados para essas classes são ainda uma raridade e não dispõem de uma qualidade de construção e acabamento muito boa na maioria dos casos. Por isso, entrar num mercado que é sabidamente carente de unidades e é ávido por uma oportunidade de melhorar suas condições de vida; desde que sejam oferecidas formas acessíveis para isso, pode significar um gigantesco sucesso de vendas e uma fonte de lucros bem significativa num momento em que o mundo vive uma das piores crises e uma retração de vendas sem precedentes desde o início do século passado.

A facilidade na concessão do crédito imobiliário hoje e as condições privilegiadas que o mercado oferece para o comprador constituem-se numa excelente maneira de propor ao governo o incremento desses financiamentos e a disponibilização de recursos extras para a construção desses imóveis. Uma solução que trará lucros e provocara a suspensão de milhares de demissões que já estão se processando em todas as construtoras espalhadas por São Paulo e pelo país inteiro.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>