Lixo Urbano: Alguém Está Preocupado?

Lixo UrbanoO lixo é um problema urgente, e para solucionar questões relativas ao excesso e ao desperdício é necessária a construção de políticas públicas que tenham como preocupação a educação para a sustentabilidade, em especial a conservação do meio ambiente. É necessária também conscientização individual.

No Brasil estima-se que cada pessoa produza 0,8kg de lixo por dia, pouco ao compararmos com 3kg/dia que cada americano produz na cidade de New York. Muito, no entanto, para ser processado.

A destinação final e o tratamento do lixo podem ser realizados através de diferentes métodos, entre eles a compostagem de matéria orgânica doméstica. Mas a falta de opção prática para a compostagem de resíduos orgânicos no ambiente urbano faz com que estes sejam tratados como lixo comum quando podem ser reutilizados localmente, no próprio ambiente urbano. Este desperdício diminui a vida útil de aterros sanitários, aumenta a emissão de gás metano e, ainda, polui o lençol freático.

Pensando na minimização deste impacto, o engenheiro e especialista em sustentabilidade, José Furtado, desenvolveu a composteira COMPO, cujo objetivo é promover a decomposição inodora de resíduos orgânicos em pequenas áreas, sendo de fácil manejo e com dimensões adequadas às exigências atuais de falta de espaço.

COMPO vem na forma de caixas de tamanhos variados onde minhocas transformam os resíduos em húmus, fertilizante de alta qualidade para hortas, vasos e jardins, permitindo a eliminação do uso de adubos químicos, potencialmente prejudiciais à saúde.

Comercializada há 18 meses pela empresa Novaterra Ambiental, a COMPO inova pela sua praticidade, baixo custo e diversidade de tamanhos. O produto pode ser instalado em pequenos cômodos, cozinhas ou áreas de serviço de residências e estabelecimentos comerciais como bares e restaurantes.Suas vantagens econômicas aumentam quanto maior for a adoção de seu uso, reduzindo, proporcionalmente, o volume de lixo na coleta municipal.

Trata-se de um projeto de tecnologia social selecionado para integrar a Mostra de Tecnologias Sustentáveis 2010 /ETHOS, devido a sua potencialidade de reaplicação; às evidências de impacto positivo no meio ambiente; a melhoria da qualidade de vida das pessoas; e ao desenvolvimento socioambientalmente sustentável.

Informações:

Cassia Gargantini
Gargantini Comunicação
www.gargantini.com.br

Gostaria de agradecer a Bárbara Girardi pela sugestão de pauta para o texto de hoje, e pelo ótimo texto além de parabenizar o senhor José Furtado pela iniciativa e todo o pessoal da Gargantini Comunicação pelo ótimo trabalho.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente