A Importância da Educação Ambiental e da Sustentabilidade

SustentabilidadeCom o grande crescimento populacional e industrial, o consumo e a demanda por riquezas naturais e minerais têm atingido níveis cada vez mais críticos. E com tanta exploração, é normal que o planeta responda de maneira agressiva, seja através de mudanças climáticas ou de outros desastres naturais. Mas, felizmente é possível reverter esse quadro através da sustentabilidade e educação ambiental, desde que todos os âmbitos da sociedade cooperem.

A sustentabilidade ambiental consiste em várias ações, diretas e indiretas, que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico, o bem-estar social e a preservação do meio ambiente. Ou seja, trata-se do consumo responsável dos recursos naturais. Medidas, como o uso de fontes de energias limpas e renováveis (biodiesel) e o plantio de árvores, principalmente nas áreas degradadas, são algumas políticas adotadas para se viver em um mundo mais ecológico. No entanto, a sociedade como um todo deve participar: do mesmo modo que as indústrias investem em novas tecnologias para prejudicar o mínimo possível a natureza, é preciso que as pessoas tenham iniciativas sustentáveis em suas casas também, como por exemplo, a reciclagem de lixo e o uso inteligente de água e energia.

Por outro lado, a sustentabilidade não deve se limitar apenas ao plano econômico, são necessários programas que incentivem a educação ambiental e social. Entende-se por educação ambiental a disseminação de informações sobre o meio ambiente e a importância de preservá-lo, ao passo que, o ser humano entenda sua relação de causa e consequência com a natureza e se conscientize de que ao destruí-la estará destruindo a sua própria existência. Resumindo, nada mais é do que a metodologia utilizada pela sociedade para a construção de valores, conhecimentos e atitudes voltadas para a sustentabilidade ambiental e, consequentemente, para a melhoria na qualidade de vida. A importância da educação ambiental dá-se em vários processos, sendo essencial nos primeiros anos escolares, uma vez que as crianças já crescerão com a devida consciência e, desse modo, as novas gerações não depredarão os recursos oferecidos. No entanto, não basta incentivar a produção e o consumo “verde”, é necessário que haja punição às práticas que vão contra a preservação do planeta.

De um modo mais amplo, a sustentabilidade ambiental pode ser vista como um meio de abrandar e até de consertar, mesmo que lentamente, os estragos provocados pelo desenvolvimento industrial. E uma das maneiras de reverter o quadro de devastação é através da educação ambiental, que se passada corretamente, vai além da conservação do meio ambiente, proporcionando melhorias na qualidade de vida de todos nós.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente