Desenvolvendo a Consciência Ambiental das Crianças

Desenvolvendo a Consiência AmbientalDesenvolver a consciência ecológica nas pessoas é um dos grandes passos nos processos promovidos através da sustentabilidade. Ter o consentimento de que todas as pessoas fazem parte do meio ambiente tanto quanto animais e plantas por vezes pode ser complicado. Em vista da quantidade imensa de propagandas e campanhas que mostrem o contrário, mas este pensamento sustentável pode ser difundido para boa parte da população se os responsáveis por ela quiserem. E um dos meios que se provam mais verídicos para estas campanhas de conscientização são as escolas.

A conhecida Educação Ambiental surgiu no Brasil em meados de 1999, poucos anos antes do surgimento do termo sustentabilidade. Sancionada como um projeto de lei, a Educação Ambiental tem como objetivo incentivar práticas ecológicas nas escolas e outras instituições de ensino, além de dissociar a ideia do antropocentrismo, isto é, de que o homem é o centro das atenções, não ligado ao meio ambiente. Esta educação ambiental é difundida através de literatura, projetos culturais como teatro e feira de ciências, e outras atividades discutidas e planejadas pelos professores e diretores dos colégios.

Muitos colégios possuem dificuldades, ou não realizam as práticas definidas pela Educação Ambiental. As alegações são variadas, algumas verídicas, outras apenas desculpas. Motivos comuns são a falta de verba para a produção de material, falta de comunicação entre os órgãos responsáveis, e por fim, muito comum em boa parte do ensino público, negligência.

Embora, hoje, haja maiores esclarecimentos sobre os problemas ambientais causados pelo crescimento incontrolável do ser humano, ainda falta muito para as escolas manterem um programa mais coeso e concreto de Educação Ambiental. Encontramos estes programas visando a sustentabilidade em maior quantidade em creches e maternais, por vezes construídas em lugares com muito espaço livre e verde, para que as crianças possam sentir como é a natureza à volta.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente

4 Comentários para “Desenvolvendo a Consciência Ambiental das Crianças”

  1. Ivone Boechat

    A sustentabilidade humana

    Ivone Boechat

    O homem busca, em desespero, mas antes tarde do que nunca, a preservação do que sobrou neste Planeta. Não é impossível, até porque atitudes simples têm o poder de mudar o rumo de coisas importantes. Mas eis o impasse: por que não se começa a educar para o equilíbrio da ecologia humana? Quanto custa o esforço por um abraço, um sorriso, pela manifestação de afeto, pela demonstração do perdão?
    A Escola gasta quase todo o tempo destinado a ela resolvendo equações de primeiro e segundo graus e a criança vive refém de deveres de casa. Professores desesperados ensinam anos e anos a encontrar o valor de X e o jovem sai, na maioria das vezes, sem encontrar o valor dele mesmo. Dirão muitos que a concorrência exige tudo isso na preparação para a corrida desenfreada ao mercado de trabalho: passar nos concursos, nos vestibulares e arranjar emprego, porque geralmente só passa quem sabe mais equação e rebincoca da parafuseta.
    A educação tem os recursos pedagógicos para orientar a humanidade, ajudando a transformar conceitos. É possível mudar comportamentos. Quem falhou? Ao invés de ensinar só teorias, conteúdos, doutrinas, por que não se ensinam valores? Fé, amor, paz, união, misericórdia, fraternidade, solidariedade, preservação? Ensinar ao homem a ser bom é também um grande desafio à educação. Todas as guerras do Planeta têm origem nas doutrinas.
    Quando o homem reflorestar as ideias, podar os galhos secos da ira, regar suas raízes no manancial da fé, vai colher os frutos de um mundo oxigenado de amor. O homem equilibrado vai equilibrar o Planeta!

    Mensagens e poesias de Ivone Boechat

Deixe um comentário

XHTML: Você pode utilizar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>