Energia do Lixo

O alto consumo da sociedade atual tem como reflexo o aumento exponencial da produção de lixo. Nocivos à natureza e ao ser humano os lixões são a principal forma de descarte, frequentemente associados à notícias de contaminação e descaso. Porém, essa realidade está mudando, pois os aterros sanitários e as usinas de reaproveitamento do lixo vêm ganhando espaço e, consequentemente, ajudando o planeta. A concentração de gás metano, produzida pelos resíduos em decomposição tem grande potencial energético, ainda pouco aproveitado no Brasil.

Energia do lixo

Usina

Em busca dessa preciosa fonte de energia foi criada a primeira usina de tratamento térmico do lixo, a Usinaverde, instalada na cidade do Rio de Janeiro. Com capacidade total para processar 30 toneladas de detritos por dia, gera energia capaz de abastecer uma cidade pequena de 20 mil habitantes. Seus resíduos sólidos são coletados no bairro da Paciência pela Usina de Triagem e Compostagem, e o que sobra do processo é reaproveitado na construção civil.

Como é gerada a energia do lixo

A energia é produzida em um processo que ocorre em duas etapas: primeiro, o lixo é separado, já que somente resíduos não-recicláveis são utilizados na queima. Esses materiais são dilacerados em um moinho, dando origem ao chamado CDR (Combustível Derivado dos Resíduos). Na segunda fase, o CDR é incinerado a uma temperatura de 1000 ºC e os gases aquecidos na produção são sugados para uma caldeira, onde o vapor ativa um turbogerador. O resultado extraído da caldeira é neutralizado, passando por filtro e lavado com água alcalina. Os gases, agora limpos, são liberados na atmosfera.

Investimentos

São muitas as vantagens de se gerar energia do lixo. Entre elas se destacam a diminuição da quantidade de aterros sanitários e lixões, menos prejuízos para meio ambiente, menor geração de gases poluentes, menos danos à saúde humana, criação de empregos e mais economia. Por isso, estão previstos o aumento do aproveitamento dessa fonte, além da implantação de novas usinas por todo o país.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente