A Força do Turismo de Base Comunitária

Turismo ComunitárioO turismo de base comunitária surgiu oficialmente após uma conferência realizada pela WWF Internacional no ano de 2001, que o definiu como aquele em que as comunidades receptoras participam e controlam a sua criação, o seu desenvolvimento e a sua gestão, e recebem a maior parte dos seus benefícios.

Esse tipo de turismo se originou como oposição ao turismo estritamente comercial, que gera lucro apenas para uma minoria, que intensifica a especulação imobiliária e que aumenta o preço dos produtos por causa do alto poder aquisitivo dos turistas, fatores que prejudicam as populações locais e contribuem para o declínio dos empreendimentos.

Logo, ao envolver os moradores, o turismo de base comunitária promove uma distribuição mais justa da renda, assegura a conservação ambiental e valoriza a cultura e o modo de vida dos habitantes, o que também oferece uma experiência mais profunda aos visitantes. Essas atitudes sustentáveis concedem longevidade à atividade turística e garantem a sobrevivência das gerações futuras.

O desenvolvimento sustentável proporcionado pelo turismo de base comunitária se amplia em ações como a integração de antigos comércios realizados pela população receptora aos eventos turísticos, a melhoria das instalações e da infraestrutura, e ao aumento da compreensão do turista e do habitante local para o fato de que a parceria é benéfica para ambos.

Quando empregado em pequenas comunidades, em cidades ou em países inteiros, o turismo de base comunitária proporciona um intercâmbio cultural mais denso, facilitando a troca de informações e de ideias que podem oferecer mais praticidade em atividades realizadas tanto pelo morador local quanto pelo turista, possibilitando assim maior hospitalidade do que os eventos turísticos realizados por pessoas que não pertencem à comunidade receptora e, por fim, diminuem os estereótipos e desperta a simpatia e curiosidade dos turistas que podem voltar ou indicar o lugar para novos visitantes.

f iconCompartilhar no Facebook
Quer mais notícias sobre sustentabilidade?

Nós gostamos de compartilhar histórias como essa no Facebook.
Clique em curtir abaixo e comprove.

(Sério, você não vai se arrepender!)

comente